Instruções ao Invisível nasce da vontade de transmitir e gerar um conteúdo relevante a partir do Acervo Bibliográfico e Documental do poeta Murilo Mendes e Acervos anexos.
No Boletim #2 Véus da memória, reunimos fragmentos de documentos, livros e imagens que compõe o acervo de Murilo Mendes linkando os diferentes arquivos que deram suporte aos seus pensamentos. Buscamos incluir desde fragmentos de uma carta trocada com sua irmã Virgínia, em 1965, durante a ditadura militar no Brasil, até as páginas do livro seriado de Cecília Meireles “Pistoia – Cemitério Militar Brasileiro” com xilogravuras de Manuel Segalá.
Boa leitura.
Roma, 01 de Dezembro de 1965
Querida Virgínia,
[…]
Já dizia S. Paulo – o mundo inteiro geme com dores de parto. E o nosso Brasil, meu Deus! que enorme preocupação me dá, – bem sei que todos aí estão preocupados. Já tenho 64 anos feitos, nunca mais verei a paz na minha terra e no mundo, uma tristeza! Tanto progresso material, tanta técnica – e ao mesmo tempo uma espantosa destruição ou desgaste de valores morais, uma inquietação crescendo dia a dia, nem vale a pena falar.
[…]
Murilo./
Fragmento de Carta de Murilo Mendes para sua irmã Virgínia, 1965.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.



Deste poema de Cecília Meireles, intitulado PISTOIA, CEMITÉRIO MILITAR BRASILEIRO, foram feitas uma única edição de cem exemplares, estampada sobre papel Ingres com a marga d’água Montgolfier St. Marcel-les-Annonay, na prensa a mão A VERÔNICA, por Dilza Galvão e Manuel Segalá, impressores-editores de PHILOBIBLION, e terminada na cidade de São Sebastião do ano de 1955.

MEIRELES, Cecília. Pistoia: cemitério militar brasileiro. Xilogravuras de Manuel
Segalá. [Rio de Janeiro]: Philobiblion, 1955. [16] p., il.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.


Ilustração de Goya que compõe o livro Dessins de Goya, 1947.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.


DESCRIÇÃO VISUAL DA IMAGEM:

Desenho em preto e branco.

Na parte superior direita da imagem há uma balança* equilibrada que irradia luz sobre o fundo escuro. Abaixo, há um aglomerado de pessoas, em que algumas olham com deslumbre para a balança, enquanto outras se viram contra a luz e permanecem na sombra com expressões corporais de rancor.
* A balança é um símbolo mítico da justiça.
Fábula
Murilo Mendes, 1995; Poesia Completa e Prosa, p. 409.
Eu falei à fonte, ao pinheiro
E ao mesmo tempo à pastora dançarina:
“Acautelai-vos contra o lobo
Tão sombrio quanto cruel.
Sabei, nem mesmo uma rosa
Na sua inocência virgem
Jamais conseguirá persuadi-lo.
Ele revestiu-se de uma pele branca
E conspira contra os outros lobos.
Não ouçais também os aparentes cordeiros.”
Então a fonte, o pinheiro e a pastora dançarina
Perguntaram-me ao mesmo tempo:
“Homem exigente e difícil,
A quem haveremos de ouvir?”
Sereno respondo:
“Ouvi vossa própria música”.
OUVIR

Acesse o Instruções ao invisível #1 –
O tempo e a escrita.
Boletim #1



Boletim Biblioteca MAMM
Organização:
Poliana do Nascimento
Lucilha Magalhães
Washington da Silva
Colaboração:
Paulo Alvarez
Direção MAMM:
Ricardo de Cristofaro
MAMM – MUSEU DE ARTE MURILO MENDES
www.museudeartemurilomendes.com.br
Rua Benjamin Constant, 790 – Juiz de Fora – MG
CEP: 36015-400
Recepção: (32) 3229-9070
Entrada Gratuita

Funcionamento MAMM:
Terça a sexta,
das 9h às 18h
Sábado e domingo, das 12h às 18h
Funcionamento Biblioteca:
Terça a sexta,
das 9h às 18h
Tel.(32)3229-7653


Espaço acessível:
O MAMM possui elevador e banheiro para
portadores de necessidades especiais
em todos os andares.

Facebook

Instagram


[Sender_Name]

[Sender_Address], [Sender_City], [Sender_State] [Sender_Zip]

Unsubscribe

VOLTAR

Newsletter


MAMM - MUSEU DE ARTE MURILO MENDES
Rua Benjamin Constant, 790 - Juiz de Fora - MG
CEP: 36015-400
Recepção: (32) 3229-9070

Funcionamento:
De terça a sexta, das 09h às 18h
Sábado e domingo, das 13h às 18h

Entrada gratuita

Espaço acessível

MAPA DO SITE