Instruções ao Invisível nasce da vontade de gerar e transmitir um conteúdo relevante a partir do Acervo Bibliográfico e Documental do poeta Murilo Mendes e Acervos anexos.
No Boletim #4 Vivente samba, reunimos fragmentos de livros e imagens que compõe o acervo de Murilo Mendes e acervos anexos (João Guimarães Vieira, Poliedro e Dormevilly Nóbrega) linkando diferentes materiais sobre o carnaval. 
Boa leitura.
Marinha
Murilo Mendes, 1995; Poesia Completa e Prosa, p. 90.
A  esquadra não pôde seguir pros exercícios
porque estava nas vésperas do carnaval.
Os marinheiros caíram no parati
e nos braços roliços e cheiros
de todas as mulatas que têm aí pela cidade.
A esquadra tornou a não poder seguir
porque era depois do carnaval,
a turma se sentia mal depois do carnaval.
Dava uma preguiça tamanha na guarnição
que o almirante resolveu não fazer nada.
Depois de muita mangação a esquadra foi-se embora
com bandeirinhas, dobrados pacholas tocando no cais,
mas o pessoa caiu de repente no maxixe.
O Minas e o São Paulo pararam no alto mar,
deu cerração, foi a conta, a esquadra voltou.
O embaixador inglês foi no palácio do governo,
engasgou, falou na aliança dos dois países amigos,
acabou oferecendo dois mil contos pela esquadra.
O governo aceitou, mandou mil pros órfãos turcos,
com o restante deu um bruto baile depois caiu na vadiagem.
OUVIR


Ilustração de Darcy Penteado que compõe a publicação 
AMADO, Jorge. O país do Carnaval. Rio de Janeiro: Record, 1987. p. 31.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.




RANGEL, Lúcio. Sambistas e Chorões. São Paulo: Livraria Francisco Alves, 1962.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.
Imagem 1: Folheto Carnaval 79- Prefeitura de Juiz de Fora. Fotógrafo não identificado.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.



Imagem 2: Revista Flagrantes– Juiz de Fora, Mar. 1958, Ano 1, nº 1, p. 4. Fotógrafo não identificado.
Imagem 3: Revista Flagrantes– Juiz de Fora, Mar. 1958, Ano 1, nº 1, p. 7. Fotógrafo não identificado.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.
NAVA, Pedro. Baú de Ossos. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 7ª Ed., p. 296-297. In: Revista Em Voga- Meio Século de Carnaval. Juiz de Fora, Jan. 1989, nº 35.
Fonte: Acervo Bibliográfico e Documental. Museu de Arte Murilo Mendes – MAMM.

Acesse o Instruções ao invisível #1 –
O tempo e a escrita.
Boletim #1



Boletim Biblioteca MAMM
Curadoria:
Lucas Pereira
Lucilha Magalhães
Paula Nathaiane
Organização:
Poliana do Nascimento
Washington da Silva
Colaboração:
Ada Medeiros (Voz)
Direção MAMM:
Ricardo de Cristofaro
MAMM – MUSEU DE ARTE MURILO MENDES
www.museudeartemurilomendes.com.br
Rua Benjamin Constant, 790 – Juiz de Fora – MG
CEP: 36015-400
Recepção: (32) 3229-9070
Entrada Gratuita

Funcionamento MAMM:
Terça a sexta,
das 9h às 18h
Sábado e domingo, das 12h às 18h
Funcionamento Biblioteca:
Terça a sexta,
das 9h às 18h
Tel.(32)3229-7653


Espaço acessível:
O MAMM possui elevador e banheiro para
portadores de necessidades especiais
em todos os andares.

Facebook

Instagram


[Sender_Name]

[Sender_Address], [Sender_City], [Sender_State] [Sender_Zip]

Unsubscribe

VOLTAR

Newsletter


MAMM - MUSEU DE ARTE MURILO MENDES
Rua Benjamin Constant, 790 - Juiz de Fora - MG
CEP: 36015-400
Recepção: (32) 3229-9070

Funcionamento:
De terça a sexta, das 09h às 18h
Sábado e domingo, das 13h às 18h

Entrada gratuita

Espaço acessível

MAPA DO SITE